O processo cognitivo e a importância da Libras

Processo Cognitivo e Aquisição de Língua e Linguagem de uma Criança Surda O processo cognitivo de uma criança surda é semelhante ao de uma criança ouvinte. No entanto, a ausência da audição como canal de comunicação e interação social pode influenciar o desenvolvimento cognitivo se não tiver a estimulação necessária desde os primeiros anos, especialmente no que se refere à aquisição de língua e linguagem. A aquisição de língua e linguagem é um processo complexo que ocorre desde o nascimento, principalmente no período dos 0 aos 3 anos (o período crítico de aquisição de língua e linguagem). As crianças ouvintes começam a aprender a língua a partir da exposição ao input linguístico, que é constituído por fala oral, gestos e expressões faciais. A interação social é fundamental para esse processo, pois permite que a criança aprenda a usar a língua para se comunicar e interagir com o mundo ao seu redor. As crianças surdas, por sua vez, não têm acesso à fala oral como canal de comunicação. Por isso, elas podem aprender línguas de sinais, que são sistemas linguísticos completos e naturais, com sua própria gramática, sintaxe e semântica. Uma língua completa! A aquisição de língua de sinais por crianças surdas ocorre de forma semelhante à aquisição de língua oral por crianças ouvintes. As crianças surdas começam a aprender a língua a partir da exposição ao input linguístico, que é constituído por sinais (o que em português chamamos de palavras), expressões faciais e movimentos corporais. A interação social também é fundamental para esse processo, pois permite que a criança aprenda a usar a língua de sinais para se comunicar e interagir com o mundo ao seu redor num processo natural. Estudos têm demonstrado (Capovilla) que as crianças surdas que têm acesso à língua de sinais desde cedo desenvolvem linguagem e cognição de forma semelhante às crianças ouvintes. No entanto, as crianças surdas que têm acesso tardio à língua de sinais (após os 5 anos) podem apresentar atrasos no desenvolvimento linguístico e cognitivo. O processo cognitivo de uma criança surda pode ser influenciado por diversos fatores, incluindo: Idade de diagnóstico da surdez: Crianças que são diagnosticadas com surdez precocemente têm mais chances de desenvolver a língua, linguagem e cognição de forma semelhante às crianças ouvintes. Exposição à língua de sinais: Crianças que têm acesso à língua de sinais desde cedo (entre 0 e 3 anos) desenvolvem a língua, linguagem e cognição de forma mais adequada. Interação social: A interação social com pessoas usuárias de língua de sinais (Libras entre outras) é fundamental para o desenvolvimento cognitivo, especialmente no que se refere à aquisição de língua e linguagem. A interação com outras pessoas surdas ou usuárias de língua de sinais precocemente é essencial para o desenvolvimento cognitivo de crianças surdas. O acesso à língua de sinais desde cedo, bem como a orientação e apoio de profissionais especializados, podem ajudar essas crianças a desenvolver linguagem e cognição de forma adequada. Consequências do atraso na aquisição de língua e linguagem (após os 5 anos) O atraso na aquisição de língua e linguagem pode ter consequências muito negativas para o desenvolvimento cognitivo de uma criança surda. Essas crianças podem apresentar dificuldades em: Pensamento abstrato: O desenvolvimento do pensamento abstrato é dependente da linguagem. Crianças que não têm acesso à língua de sinais podem ter dificuldades em compreender conceitos abstratos, como tempo, espaço e causalidade. Razão: A linguagem é um instrumento essencial para a resolução de problemas. Crianças que não têm acesso à língua de sinais podem ter dificuldades em resolver problemas complexos. Memorização: A linguagem ajuda a organizar e estruturar a memória. Crianças que não têm acesso à língua de sinais podem ter dificuldades em lembrar informações. Socialização: A linguagem é um instrumento essencial para a interação social. Crianças que não têm acesso à língua de sinais podem ter dificuldades em se relacionar com outras pessoas. Importância da intervenção precoce (entre 0 e 3 anos) A intervenção precoce é essencial para o desenvolvimento cognitivo de crianças surdas. O acesso à língua de sinais desde cedo, bem como a orientação e apoio de profissionais especializados, podem ajudar essas crianças a desenvolver linguagem e cognição de forma adequada. A intervenção precoce pode ser realizada por profissionais especializados, como fonoaudiólogos, terapeutas da fala e linguagem, e educadores surdos. Esses profissionais podem ajudar as crianças surdas a: Desenvolver habilidades de comunicação: A intervenção precoce visa desenvolver habilidades de comunicação oral e/ou de língua de sinais. Aumentar o vocabulário: A intervenção precoce visa aumentar o vocabulário da criança surda. Melhorar a compreensão linguística: A intervenção precoce visa melhorar a compreensão linguística da criança surda. Desenvolver habilidades cognitivas: A intervenção precoce visa desenvolver habilidades cognitivas, como pensamento abstrato, raciocínio, memória e socialização. A intervenção precoce é um investimento essencial para o futuro de crianças surdas. Por isso é crucial que pais e mães também aprendam língua de sinais desde o diagnóstico. Ao proporcionar acesso à língua de sinais e a orientação e apoio de profissionais especializados, podemos ajudar essas crianças a desenvolver linguagem e cognição de forma adequada e plena tornando-as totalmente independente e preparadas para enfrentar qualquer situação social no mundo de hoje e sempre.

O processo cognitivo e a importância da Libras Read More »

Curso de Libras Verbo em Movimento

Uso adequado da janela do intérprete de Libras no meio televisivo

Resumo dos estudos da UFSC sobre o uso adequado da janela do intérprete de Libras na televisão

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) tem realizado diversos estudos sobre o uso adequado da janela do intérprete de Libras na televisão. Esses estudos mostram que:

A janela do intérprete de Libras é uma ferramenta importante para a acessibilidade de pessoas surdas à televisão.
Os surdos preferem janelas de Libras que sejam visíveis, localizadas no canto da tela, com intérprete bem posicionado, usando roupa de cor clara e evitando movimentos bruscos.
A janela do intérprete de Libras ainda é pouco utilizada na televisão brasileira.
Para que a janela do intérprete de Libras seja utilizada de forma mais ampla e adequada na televisão brasileira, é importante que as emissoras de televisão:

Estabeleçam diretrizes para o uso da janela do intérprete de Libras.
Treinem os profissionais envolvidos na produção de conteúdo televisivo.
Façam parcerias com a comunidade surda.

Uso adequado da janela do intérprete de Libras no meio televisivo Read More »

book, read, woman-841171.jpg

5 técnicas eficazes para estudar Libras

Aprenda Libras: Técnicas eficazes para estudar! 5 técnicas eficazes para estudar uma língua de sinais Se você busca aprender Libras, confira esse posto com algumas técnicas eficazes para estudar!     Você sabia que existem mais de 200 línguas de sinais no mundo? As línguas de sinais são idiomas visuais baseados nos movimentos das mãos e das expressões faciais e corporais². Elas são usadas pelas comunidades surdas para se comunicarem entre si e com os ouvintes.   A língua de sinais é a língua materna das pessoas surdas Estudar uma língua de sinais pode trazer muitos benefícios, como ampliar seus horizontes culturais, desenvolver sua percepção visual e espacial, melhorar sua comunicação não verbal e facilitar o contato com pessoas surdas. Mas como aprender uma língua tão diferente da nossa? Neste post, vamos compartilhar 5 técnicas para quem quer estudar uma língua de sinais. Confira!   1 – Escolha uma boa escola ou curso  O primeiro passo para estudar uma língua de sinais é escolher uma boa escola ou curso online, que ofereça um ensino de qualidade, com professores qualificados e materiais didáticos adequados. Uma ótima opção é a **Verbo em Movimento, uma escola especializada em Libras** (Língua de Sinais Brasileira), que conta com cursos presenciais e online para todos os níveis. A Verbo em Movimento tem como diferencial o uso da metodologia comunicativa, que prioriza a interação entre os alunos e o professor surdo nativo em Libras. Além disso, a escola oferece atividades extracurriculares, como oficinas culturais, palestras e eventos sociais. 2 – Pratique com frequência Assim como qualquer outra língua, a prática é essencial para o aprendizado de uma língua de sinais. Por isso, procure praticar com frequência o que você aprende nas aulas, seja sozinho ou com outras pessoas. Uma dica é gravar vídeos de si mesmo fazendo os sinais e depois assistir para corrigir possíveis erros. Outra dica é buscar parceiros de estudo online ou presenciais que também estejam aprendendo a mesma língua de sinais que você. Você pode usar aplicativos ou redes sociais para encontrar pessoas interessadas em trocar experiências. 3 – Assista a vídeos em língua de sinais Uma forma divertida e eficaz de estudar uma língua de sinais é assistir a vídeos em língua de sinais sobre temas variados. Você pode encontrar vídeos educativos, informativos, humorísticos ou artísticos feitos por pessoas surdas ou intérpretes profissionais. Assistir a vídeos em língua de sinais ajuda a melhorar sua compreensão visual, ampliar seu vocabulário, aprender novas estruturas gramaticais e conhecer mais sobre a cultura surda. 4 – Leia sobre a gramática da língua de sinais Embora as línguas de sinais sejam visuais e não tenham escrita oficial³, isso não significa que elas não tenham gramática. Pelo contrário: as línguas de sinais têm regras próprias que regem sua formação e uso¹. Por isso, é importante ler sobre a gramática da língua de sinais que você está estudando para entender melhor como ela funciona e evitar erros comuns. Você pode usar livros didáticos, artigos acadêmicos ou sites especializados como fontes de estudo. 5 – Interaja com pessoas surdas Por fim, mas não menos importante: interaja com pessoas surdas! Afinal, nada melhor do que aprender uma língua diretamente com seus usuários nativos⁴. Além disso, interagir com pessoas surdas permite conhecer mais sobre sua história, cultura, valores e desafios. Você pode participar de eventos, associações, grupos ou projetos sociais que envolvam a comunidade surda da sua região ou do seu país. Você também pode usar a internet para se comunicar com pessoas surdas de outros lugares do mundo. O importante é respeitar as diferenças e estar aberto para aprender. Esperamos que essas 5 técnicas para estudar uma língua de sinais sejam úteis para você. Lembre-se que aprender uma língua de sinais é um desafio, mas também uma oportunidade de ampliar seus horizontes e fazer novas amizades. Se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário. E se você quer aprender Libras com a Verbo em Movimento, entre em contato conosco e conheça nossos cursos. Estamos esperando por você!   Clique aqui para conhecer os diferenciais dos cursos de Libras da Verbo em Movimento!

5 técnicas eficazes para estudar Libras Read More »

26 de setembro, dia nacional do Surdo

26 de Setembro, dia nacional dos Surdos Olá! Neste texto, vamos falar sobre o Dia Nacional dos Surdos, que é comemorado em 26 de setembro, no Brasil. Essa data é uma forma de reconhecer as lutas e conquistas das pessoas surdos na sociedade, especialmente no campo da educação. Você sabia que existem cerca de 10 milhões de pessoas surdas no Brasil, segundo dados do IBGE? E que elas se comunicam por meio da Língua de Sinais Brasileira (Libras), que é reconhecida como língua oficial da comunidade surda brasileira desde 24 de abril de 2002? Vamos conhecer um pouco mais sobre a história e a importância dessa data. Educação de surdos A educação dos surdos no Brasil tem origem no século 19, quando o imperador Dom Pedro II criou – junto ao professor francês surdo E. Huet – a primeira escola para surdos do país, em 26 de setembro de 1857, no Rio de Janeiro. Essa escola, chamada de Imperial Instituto de Surdos-Mudos, hoje é o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES), uma referência na área. Foi nessa escola que surgiu a Língua de Sinais dos Centros Urbanos Brasileiros (LSCB), que deu origem à Libras. Sede do INES no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação) O Dia Nacional da Educação de Surdos foi instituído em 2002, pela Lei nº 10.436, que também reconheceu a Libras como língua oficial do Brasil. Essa data foi escolhida em homenagem ao professor Charles Michel L’Epee, considerado o pai da educação dos surdos na França e no mundo. Ele fundou a primeira escola para surdos do mundo, em 1712, em Paris, e desenvolveu um método de ensino baseado na língua de sinais. Charles Michel L’Epee (Foto: Reprodução) A data 23 de abril, tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância da educação inclusiva e acessível para os surdos, respeitando sua diversidade linguística e cultural. A educação dos surdos ainda enfrenta muitos desafios no Brasil, como a falta de intérpretes de Libras nas escolas regulares, a escassez de materiais didáticos adaptados, o preconceito e a discriminação. Por isso, é fundamental que haja políticas públicas que garantam o direito à educação de qualidade para os surdos, bem como a valorização da Libras como língua e como identidade. O Dia Nacional da Educação de Surdos é uma oportunidade para celebrar as conquistas dos surdos na educação e na sociedade, mas também para refletir sobre os obstáculos que ainda precisam ser superados. É uma data para reconhecer a diversidade e a riqueza da cultura surda, e para promover o respeito e a inclusão de todos. Espero que você tenha gostado deste texto e que tenha aprendido um pouco mais sobre o Dia Nacional da Educação de Surdos. Você quer aprender Libras, a língua oficial da comunidade surda brasileira? Então não perca a oportunidade de se inscrever no curso de Libras da Verbo em Movimento, uma escola especializada em ensino de língua de sinais. No curso, você vai aprender a se comunicar com os surdos além de conhecer a cultura e a identidades surdas. O curso é presencial ou remoto, com aulas ao vivo e interativas, e tem certificado ao final de cada módulo. Aproveite a promoção e garanta sua vaga pelo site www.verboemmovimento.com ou pelo contato 11 930667318. Venha fazer parte do mundo surdo! Venha fazer parte da Verbo em Movimento #VEM Se você quiser saber mais sobre esse tema, você pode consultar os seguintes sites: www.verboemmovimento.com

26 de setembro, dia nacional do Surdo Read More »

O Alfabeto manual de Charles de L’Épée – um dos primeiros educadores de Surdos no mundo

Fundada em 1771, esta é a primeira escola pública gratuita para surdos, onde L’Épée criou o sistema de escrita manual utilizado até hoje na escola e desenvolveu um sistema de sinais para expressar conceitos complexos, como ideias, sentimentos e relações.

O Alfabeto manual de Charles de L’Épée – um dos primeiros educadores de Surdos no mundo Read More »

O nascimento de um movimento musical

Rimas em língua de sinais: como rappers surdos estão mudando a música

Dip hop é um dos muitos estilos de rap que se desenvolveram ao longo dos anos. Mas se destaca de outros subgêneros do hip hop porque os rappers criam rimas em línguas de sinais e músicas baseadas em suas experiências culturais na comunidade surda.

Rimas em língua de sinais: como rappers surdos estão mudando a música Read More »

Libras Podal: a importância da língua de sinais que fala com os pés

A Língua de Sinais Brasileira (Libras) é um recurso essencial para a comunicação de pessoas surdas ou com deficiência auditiva. No entanto, muitas pessoas desconhecem que existem outros tipos de línguas de sinais, como a Libras Podal. Nesta matéria, vamos explorar o que é a Libras Podal, a sua importância e outras curiosidades. O que é a Libras Podal? A Libras Podal é uma língua de sinais que se utiliza dos pés e das pernas como meio de comunicação. Ela é utilizada por pessoas surdas que não possuem as mãos ou com dificuldades motoras para utilizá-las. Assim como a Libras, a Libras Podal é uma língua reconhecida pela lei brasileira como um meio de comunicação e expressão das pessoas surdas. A importância da Libras Podal A Libras Podal é uma alternativa valiosa para a inclusão de pessoas surdas que não possuem as mãos ou que tenham dificuldades motoras. A língua permite que essas pessoas se comuniquem e sejam compreendidas em sua totalidade, sem limitações. Além disso, a Libras Podal é uma forma de expressão artística, que pode ser utilizada em apresentações culturais e performances. Curiosidades e estatísticas De acordo com o IBGE, existem cerca de 10 milhões de pessoas com deficiência auditiva no Brasil. Destas, cerca de 2 milhões utilizam a Libras como meio de comunicação. A Libras Podal ainda é pouco conhecida, mas é uma alternativa importante para cerca de 3% das pessoas surdas que possuem dificuldades motoras. Mas não para por aí! Sabia que essa técnica revolucionária já conta com amparo legal? Em 2019, foi sancionada a Lei nº 13.992/2019, que reconhece a Libras Podal como parte integrante do sistema educacional brasileiro. Isso significa que cada vez mais escolas e instituições estão abrindo as portas para esse novo aprendizado, proporcionando inclusão e igualdade de oportunidades. Conclusão A Libras Podal é uma língua de sinais pouco conhecida, mas que tem uma grande importância para a inclusão de pessoas surdas que possuem dificuldades motoras. É fundamental que a sociedade como um todo se informe e se sensibilize sobre a importância da comunicação inclusiva e da valorização das línguas de sinais. A inclusão começa com a compreensão e a aceitação das diferenças.

Libras Podal: a importância da língua de sinais que fala com os pés Read More »

26 de Julho dia do Intérprete de Libras

Hoje é um dia muito especial, pois estamos celebrando o Dia do Intérprete de Libras! ?✨ Os intérpretes de Libras desempenham um papel fundamental na inclusão e na comunicação acessível para a comunidade surda. Com sua competência e dedicação, eles quebram barreiras linguísticas e possibilitam que pessoas surdas se conectem com o mundo ao seu redor. São verdadeiros agentes de transformação, facilitando a comunicação em diversas áreas, desde escolas e universidades até hospitais, empresas e eventos culturais. Seu trabalho é essencial para garantir que todos tenham igualdade de acesso à informação e participação social. Através da língua de sinais, os intérpretes proporcionam uma ponte entre a comunidade surda e ouvinte, permitindo uma comunicação fluída e eficiente. Eles são verdadeiros artistas da comunicação, expressando emoções, nuances e detalhes por meio de gestos e expressões faciais. Neste dia especial, queremos expressar nossa profunda gratidão a todos os intérpretes de Libras pelo seu comprometimento e dedicação. Vocês são verdadeiros heróis invisíveis, que trabalham nos bastidores para tornar o mundo um lugar mais inclusivo e acessível. Parabéns a todos os intérpretes de Libras pelo seu trabalho imensamente importante! Que vocês continuem sendo exemplos de profissionalismo e amor pelo próximo. Hoje é o dia de celebrar todas as conquistas alcançadas e reafirmar nosso apoio e admiração por vocês. Viva os intérpretes de Libras! ?? A Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores e Intérpretes e Guia-intérpretes de Língua de Sinais – FEBRAPILS se dirige com satisfação aos tradutores intérpretes e guia-intérpretes de forma respeitosa e esclarece que: – A data alusiva ao dia do tradutor intérprete de língua de sinais, dia 26 de julho é em decorrência de um projeto de lei PL./0473.8/2013 que institui o Dia Estadual do Tradutor/Intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras), no Estado de Santa Catarina. A Febrapils reconhece e agradece a homenagem que engrandece e enaltece nossa profissão. Tal data foi difundida em grande parte do território nacional. – A data mundialmente comemorada em homenagem ao tradutor intérprete é o dia 30 de setembro, dia de São Jerônimo, grande intelectual que fez a tradução da Bíblia da língua hebraica e grega para o latim. Conscientes da importância de termos projetos de lei que reconheçam e valorizam nossa profissão, a Febrapils agradece e parabeniza os profissionais da área da tradução e interpretação da língua de sinais e língua portuguesa do estado de Santa Catarina e aqueles que se sintam homenageados com essa data e, enfatiza que, a data do dia 30 de setembro nos coloca do patamar dos tradutores intérpretes das línguas orais preconizando e engrandecendo nossa profissão. Saiba mais em www.verboemmovimento.com 11 31016706 – 11 930667318 – [email protected] Febrapils-GI https://blog.febrapils.org.br/dia-do-tils-26-de-julho-ou-30-de-setembro/

26 de Julho dia do Intérprete de Libras Read More »

Técnicas teatrais para melhorar sua comunicação em Libras
Rolar para cima